But I really love you...
« 9 10 11 12 13 »
THEME PROMISSE @

Estar solteiro pode ser ruim para alguns agora, mas perder tempo com a pessoa errada é pior ainda


posted on 6 months ago with 9,772 notes · via · source · reblog

Deus vai o unir os corações certos, as vidas certas, na hora certa.


posted on 6 months ago with 11,625 notes · via · source · reblog
“Um dia alguém me disse que forte era aquele que não amava. Discordo. Fortes são os que arriscam o coração e as lágrimas por um amor de verdade. Fraco é quem não ama por medo de perder uma noite de sono, ou duas. Por medo de perder a razão, de tirar os pés do chão.”
Eu vi alguns anos atrás no tumblr.                    (via rustifique-i)

posted on 6 months ago with 7,517 notes · via · source · reblog
“Não quero pensar, não quero fazer planos, não quero criar expectativas. Quero apenas que os dias passem.”
William Shakespeare.    (via r-elevadora)

posted on 6 months ago with 13,382 notes · via · source · reblog
“Eu quero alguém que não desista de mim.”
Fernanda Gama.   (via psicologica)

posted on 6 months ago with 23,386 notes · via · source · reblog
“Será que você percebe tudo o que eu faço por você? Será que você ainda vê nossa relação como uma “sorte” na sua vida? Será que ele ainda é tão importante, especial e agradável assim pra você? Será que sentir meus beijos é ainda importante e prazeroso? E meus abraços, aqueles tão raros? Ah, se você soubesse.. Ah, se eu pudesse falar.. Ah, se você percebe-se o que meus olhos falam.. As lágrimas que segurei, para evitar tantos problemas.. As noites que passei em claro, com saudade dos seus beijos e palavras de carinho.. Mudei, mudei demais. Sou muito mais fria, talvez pela falta que isso tudo me fez. Se tem que ser assim, vou aprender a viver. Na verdade, penso que já estou bem adaptada, mas não posso negar minha essência. A vontade que me dá de contar todas as novidades pra você, de assuntos que talvez você não goste, é enorme.. E você parece não perceber o porque. Vou te dizer: porque você continua meu melhor amigo. Você não sabe como é bom sentir seu interesse pelas minhas coisas. Comentários generosos, ao invés de ataques que acabam me fazendo sentir inferior, perder a magia do momento, me fazem muito feliz. Carinhos, toques, beijos, demonstrações de irmandade, afeto, companhia, interesse.. Tudo isso me faz transbordar de alegria. Me sentir amada, como eu tenho certeza que você se sente. Se sentir importante na vida de uma pessoa, perceber que ela gosta de como você é, talvez seja uma das melhores coisas. Não fisicamente, mas os ideais e assuntos. Se eu tenho um sonho, não me faça desistir com críticas. Um relacionamento está muito fora do que você chama de obrigação, e se ele chegou a esse ponto pra você, tá na hora de repensar se o que você quer ainda tá em mim.. A gente faz com e para o outro só aquilo que a gente tem vontade, porque a gente ama e quer demonstrar isso. O resto é mentira.”
— (via d-reamless)

posted on 6 months ago with 5 notes · via · source · reblog
“João nasceu sem chorar, levou palmada do doutor até a mãe ficar com dó. Parecia que João já veio ao mundo querendo chorar de dor, mas não queria incomodar. João comia todos os vegetais e legumes do prato. João cresceu forte e saudável, com o estômago verde e os olhos azedos pelo espinafre que engoliu ao longo da vida. João quando aprendeu a rimar, odiava o próprio nome. Odiava os colegas na hora da chamada. João, pé de feijão. João passou a odiar os contos de fada. João via girafas no céu, até que alguém disse que nuvem era água vaporizada. E João nunca mais viu uma girava no céu, por medo de contrariar. João odiava matemática, mas estudou e levou um dez por medo de reprovar. João fechava a janela do quarto quando os passarinhos acordavam, porque ele gostava de dormir sempre uma hora a mais, por medo de não conseguir assistir a aula no dia seguinte. João colocava o fone de ouvido baixo, por medo de prejudicar a audição. João reclamava quando o chiclete perdia o açúcar, e nunca passou mais de 5 minutos mascando porque detestava dentista, por medo de apodrecer os dentes. João enricou, por medo de não poder mais reclamar de nada. O João, que odiava matemática, virou engenheiro. João detestava azul, mas comprava sempre da mesma cor, por medo de mudar. João odiava a mulher que dava troco em balas, mas aceitava, por medo de ter que esperar um pouco mais na fila. João jogava as balas fora, não dava pra criança pobre nenhuma, porque não queria alimentar a vadiagem. João odiava o calor, e mandou comprar um ar-condicionado que sugava o seu nariz, porque não queria suar. João nunca montou caras no suporte do ventilador, nem ouviu como sua voz ficaria engraçada se ele tivesse gritado nas hélices. João reclamava do barulho de tábuas rangendo, e nunca conseguiu escutar o som dos netos quando eles começaram a andar. E agora o João era Seu João, um velho que nunca precisou de óculos porque nunca quis saber de ler no escuro, um homem que escutava qualquer coisa, mas preferia ser surdo a ter que ouvir todo aquele silêncio proposital, um homem que comeu todos os vegetais do prato, que não tinha uma única cárie, que era engenheiro e odiava matemática. João morreu dormindo. Por medo de incomodar.”
Cinzentos.  (via segredou)

posted on 6 months ago with 21,622 notes · via · source · reblog
“Poderíamos até tentar se você quiser, mas seria em vão. Nada volta a ser como antes.
Marcello Henrique. (via poetizadora)

posted on 6 months ago with 13,633 notes · via · source · reblog

Faça algo diferente. Puxe assunto com um desconhecido, faça uma criança sorrir, brinque com um cachorro de rua, dê um abraço de urso em seu amigo, coloque água em uma plantinha, converse com aquele carinha lá da esquina pergunte se está tudo bem, dê uma flor para sua mãe, pare e ajude um senhor de idade, distribua sorrisos e não se esqueça dos “bom dia”, “boa tarde”, “obrigada”, “de nada”, “desculpa”, “com licença”, etc. Essas pequenas atitudes não mudam apenas o dia de alguém mas sim o seu e o mundo também.


posted on 6 months ago with 9,676 notes · via · source · reblog

triste mesmo é ter que ficar longe de quem a gente mais quer por perto.


posted on 6 months ago with 2,626 notes · via · source · reblog